Embora esteja chegando mais uma Páscoa sem a tradicional reunião familiar, entendemos que esta data é importante ao ponto de ter uma refeição deliciosa. Com segurança e sem aglomeração, já pensou no que vai preparar neste dia? Um vinho que cai muito bem nesta ocasião é o Vinho Verde. Além dos tintos e brancos que podem harmonizar perfeitamente com os pratos da Páscoa, os verdes e os do Porto também acompanham alguns alimentos, incorporando sabor e prazer ao paladar. O vinho verde parece ter sido criado tradicionalmente para harmonizar com frutos-do-mar e peixes, sendo considerado como uma opção coringa para o almoço de Páscoa. Esse vinho combina bem com diversos pratos suaves, que contenham tempero leve. Dessa forma, ele pode ser harmonizado com peixes como tilápia, linguado, entre outros. Já os vinhos tintos com baixos níveis de taninos — que não passem da madeira e que sejam mais frutados como o Pinot Noir — são indicados para peixes mais encorpados e gordurosos, como o salmão. Os grelhados, com tempero forte, ficam melhor quando acompanhados por um Merlot, e para os pescados, um Carménère. No caso de acompanhamentos com molhos mais fortes, o recomendado é um tinto mais maduro (média de 10 anos). Para molhos mais leves, o ideal é um tinto jovem (média de quatro anos), já que a idade de maturação tem uma relação direta com a acidez da bebida.

Gostou da nossa dica?
Então segue nosso perfil nas redes sociais.