Qual a temperatura de serviço do vinho?

A temperatura é de caráter imprescindível na apreciação do vinho, pois atua diretamente na liberação de aromas, na percepção de sabores e no equilíbrio gustativo/aromático.
Brancos devido à sua elevada acidez, tornam-se mais agradáveis quando servidos às temperaturas entre 8˚C e 10˚C, para os brancos jovens e entre 10˚C e 12˚C para os brancos encorpados.
Roses seguem a mesma regra dos brancos, mas considerando sua maior tanicidade são servidos em temperatura ligeiramente acima. Roses jovens e frescos são servidos entre 10˚C e 12˚C, enquanto os mais robustos e com maior tanicidade, podem ser servidos entre 12˚C e 14˚C.
Espumantes, frisantes ou de sobremesa devido as suas qualidades aromáticas e acidez mais elevada, são melhores apreciados quando servidos entre 6˚C e 8˚C, além de ajudar na conservação do “perlàge”, retardando a liberação do CO².
Tintos jovens e poucos tânicos são servidos entre 12˚C e 15˚C enquanto os mais encorpados e complexos variam entre 15˚C e 18˚C.
Quando frio demais! Nos brancos, aromas e sabores se apagam e a acidez desvanece. Nos tintos o retro gosto desaparece e o vinho fica amargo ao paladar.
Quando quente demais! Nos brancos a acidez e o álcool ficam mais evidente e desagradável. Nos tintos o tanino e o álcool ficam muito evidentes e desagradável.
Obrigado e até semana que vem com mais informações e curiosidades sobre o mundo do vinho.

Santé!
Compartilhe